01. Bento apenas Bento

Ariosvaldo Souza / Flávio Paiva

1. Eu sou Bento / Aquele que se apaga lentamente / Entre as cores do entardecer / O que continua secando / Ao sol quente da solidão / O que prefere o sussurro do vento / O seu cheiro puro / O que não deseja esquecer / Mas tem vontade de sonhar

2. Eu sou Bento / Aquele que tem o sinal da cruz / O que não compreende / O modo de vida dos homens / Mas que acredita em seu dia

3. O que talvez entendesse / Se soubesse o que eles dizem / A seus filhos do que fazem / Ou aonde querem chegar / Se soubesse a razão / Das pessoas escolherem / O barulho e a fumaça / Ao invés de escutar / O encanto das seriemas / E poder ver as estrelas / No céu

4. Se soubesse avaliar / A poluição das praias arenosas / E das almas berrantes / Ó Senhor, quanta destruição / Dos garranchos da caatinga / E de todos os insetos / Que zumbem

5. Eu sou Bento / Aquele que não sabe julgar / O anseio de quem quer / Comprar um raio de sol / o Céu ou a beleza do mar

6. Isso talvez aconteça / Por ser Bento / Aquele / Filho do Brasil de dentro / E que nada compreende…

  • Missa Sanfonada: Aparecida Silvino, Adelson Viana e Tarcísio Sardinha / Edição reservada, 2004

    Ficha Técnica