Deu vontade de colocar a pedra-de-peixe no aquário. Curiosidade ornamental. Fotografei como se registrasse vestígios arquetípicos do meu infinito interior. Um sýmbolon religando sensibilidades ubíquas e atemporais: o mesmo peixe dividido em duas bandas passíveis de se complementarem exatamente.

Eis a minha senha. Pode entrar.

IlustraçãoGeraldo Jesuíno

Infância e Cidadania Orgânica

Fui compreendendo com o tempo que tudo o que faço passa pela interdependência de dois campos de sentido, o da infância e o da cidadania orgânica. Este portal é composto de detalhes atraídos por essa zona expandida de percepção e ação, com o intuito de possibilitar que cada visitante extraia conteúdos voltados aos percursos definidos por seus próprios interesses.

Agenda

Livros com trilhas musicais

Sempre recorro à música para a construção de narrativas literárias, primeiro porque o ato de compor tem importância fundamental nas referências mais profundas da minha formação cultural, e segundo porque na combinação dessas duas linguagens percebo o jogo dos sons e das palavras como oportunidades de produzir visões e ampliar possibilidades de leitura, oferecendo assim um lugar de trânsito livre a quem se aproxime do meu trabalho.

IlustraçãoTati Móes

Olhares

  • Diferente das outras aves, Benedito Bacurau não nasceu de um ovo. Ele nasceu de uma cantiga de ninar que a mãe de Flávio Paiva cantava para ele.

    Rubem Alves

  • Flávio Paiva é um escritor-educador que vai fazendo as perguntas, que não para, que incomoda e desacomoda, que procura levar consciência às pessoas, uma consciência que liberte.

    Pedrinho Guareschi

  • Flávio Paiva possui a inspiração poética, um bom domínio da língua, revelado aqui e ali na palavra necessária ou na frase expressiva.

    Moreira Campos

  • Quando alguém me disser que não tem tempo de fazer as coisas, mandarei falar com você.

    Tom Zé

Ilustração

Músicas

Festa do Saci